Programas Anteriores

Assista os episódios que já foram ao ar pela TV e conheça a história de cada pescaria.

A Aventura de pesca com o grupo de baianos na Amazônia continua…

Esse é o segundo episódio da pescaria com o grupo de 16 baianos, acostumados à pesca em água salgada, que foram até floresta tropical do planeta em busca do tucunaré.

Neste episódio vamos iniciar com uma varação para chegar até lagos repletos de tucunarés açus. A aventura de pesca aconteceu na última semana de outubro, a bordo do barco hotel Iate Guardian e foi organizada pela Personal Pesca.

Foram sete dias a bordo e seis dias de pesca em uma região famosa pela quantidade e tamanho dos tucunarés açus em que o grupo de 16 pescadores, acostumado a pescar em águas salgadas no litoral baiano, se encantou com as belezas da floresta amazônica.

Tucunarés, natureza intocada, muita água e um bate papo divertido com os integrantes do grupo, incluindo uma família com três gerações de pescadores.

Essa aventura está registrada em dois programas e esse é o segundo episódio.

O programa está especial… Você não deveria perder.

 

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados neste programa.
www.personalpesca.com.br

 

Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta

Tucunaré Açu na Amazônia – Grupo de baianos

Baianos acostumados à pesca em água salgada se aventuram pela maior floresta tropical do planeta em busca do tucunaré.

Outubro marca o início da temporada de pesca na região de Barcelos e o programa Bom de Pesca acompanhou um grupo de amigos baianos que, pela primeira vez, foram até a Amazônia.

A aventura de pesca aconteceu na última semana de outubro, a bordo do barco hotel Iate Guardian e foi organizada pela Personal Pesca. Foram sete dias a bordo e seis dias de pesca em uma região famosa pela quantidade e tamanho dos tucunarés açus.

O grupo de 16 pescadores é acostumado a pescar em águas salgadas no litoral baiano e até já pescaram juntos algumas vezes no pantanal. Porém esta foi uma experiência completamente diferente, onde todos se encantaram com as belezas da floresta amazônica.

Tucunarés, natureza intocada, muita água e um bate papo divertido com os integrantes do grupo, incluindo uma família com três gerações de pescadores.

Essa aventura está registrada em dois programas e esse é o primeiro episódio.

 

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados neste programa.
www.personalpesca.com.br

Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta

Temporada dos dourados em Esquina, na Argentina.

Esquina, na província de Corrientes, é um autêntico paraíso para a pesca esportiva.

O encontro de dois grandes rios, o majestoso Paraná e o Corrientes, que nasce nos Esteros Del Iberá (pantanal argentino) e vários rios menores, córregos e lagos, formam um gigantesco delta. Um ecossistema único e ideal para a pesca esportiva.

Em Esquina é possível pescar em três ambientes completamente diferentes. No rio Paraná, no rio Corrientes e no Delta do Paraná. As principais espécies encontradas são o surubi (pintados e cacharas), o pacu, a piapara e especialmente o dourado, conhecido na Argentina como “el tigre de los rios”.

Nesta região temos duas temporadas de pesca distintas. De janeiro a março, com a água “chocolate” devido às águas barrentas que o rio Paraguai lança no rio Paraná, a pesca que predomina é a dos peixes de couro. A partir de agosto começa a temporada dos dourados. As águas já estão claras nesta época e é possível embarcar mais de trinta dourados em um único dia de pesca.

Nesta aventura de pesca fomos conferir a abertura da temporada de dourados. Embora, devido às chuvas fora de época nas cabeceiras, o rio Paraná ainda estivesse com as águas escuras, foi uma festa de ataques, tanto nas iscas artificiais como nas morenitas, que é como são chamadas as tuviras na Argentina. Você pode conferir os detalhes de cada uma destas técnicas em nosso programa.

Como convidados tivemos um grupo de amigos pescadores de Curitiba, que já haviam pescado em Esquina na temporada dos peixes de couro e agora foram em busca dos dourados. Também nos acompanhou o Sérgio, da Ceicom, empresa responsável pelos sites do programa Bom de Pesca, da Personal Pesca.
O programa está especial… Você não deveria perder.

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados neste programa.
www.personalpesca.com.br

 

Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta

Rio Azul Jungle Lodge.

Continuamos nossa pescaria na Reserva de Pesca Esportiva do Rio Azul.

O Rio Azul Lodge está localizado no estado do Para, há 120 quilômetros de Alta Floresta, no Mato Grosso. Essa é uma pescaria que nos surpreendeu e recomendamos aos amantes da pesca esportiva e da natureza. Temos certeza que, assim como nós, ficarão impressionados com a biodiversidade, o atendimento do pessoal da pousada e, logicamente, a esportividade de espécies como trairões, bicudas, tucunarés e matrinchãs. O rio Azul é um rio praticamente intocado e de beleza impar.

A Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio Azul/Rio São Benedito é cercada por outras quatro grandes reservas de preservação ecológica: A Área de Preservação do CPBV da Força Aérea Brasileira, a Reserva Nascentes da Serra do Cachimbo, o Parque Estadual do Cristalino e a Reserva Indígena Kayabi. Estas reservas formam uma gigantesca muralha de preservação, com milhões de hectares de floresta preservados, impedindo que o desmatamento continue avançando no sul da Amazônia e garantindo a preservação da rica biodiversidade da região.

O rio Azul, com sua água cristalina e centenas de corredeiras, é um dos locais mais exclusivos e impressionantes para a pesca esportiva. Além da grande variedade de peixes esportivos como os briguentos tucunarés, bicudas, matrinchãs e trairões é comum avistar de perto animais e aves da fauna amazônica. Por duas vezes nos deparamos com antas atravessando o rio. barulhentas araras sobrevoavam em bandos e tivemos a oportunidade de avistar aves que somente nesta região são encontradas.

Essa aventura de pesca rendeu dois programas e esse é o episódio 02.

O programa está especial… Você não deveria perder.

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados no programa Bom de Pesca.
www.personalpesca.com.br

Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta

Pescaria na Reserva de Pesca Esportiva do rio Azul.

Uma aventura de pesca num lugar totalmente preservado em meio à floresta Amazônica.

A Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio Azul/Rio São Benedito é cercada por outras quatro grandes reservas de preservação ecológica: A Área de Preservação do CPBV da Força Aérea Brasileira, a Reserva Nascentes da Serra do Cachimbo, o Parque Estadual do Cristalino e a Reserva Indígena Kayabi. Estas reservas formam uma gigantesca muralha de preservação, com milhões de hectares de floresta preservados, impedindo que o desmatamento continue avançando no sul da Amazônia e garantindo a preservação da rica biodiversidade da região.

O rio Azul, com sua água cristalina e centenas de corredeiras, é um dos locais mais exclusivos e impressionantes para a pesca esportiva. Além da grande variedade de peixes esportivos como os briguentos tucunarés, bicudas, matrinchãs e trairões é comum avistar de perto animais e aves da fauna amazônica. Por duas vezes nos deparamos com antas atravessando o rio. barulhentas araras sobrevoavam em bandos e tivemos a oportunidade de avistar aves que somente nesta região são encontradas.

O Rio Azul Lodge, localizado no estado do Para, há 120 quilômetros de Alta Floresta, no Mato Grosso. Essa é uma pescaria que recomendamos a todos os amantes da natureza. Temos certeza que, assim como nós, ficarão impressionados com a biodiversidade, o atendimento do pessoal da pousada e, logicamente, a pescaria realizada no rio Azul.

Essa aventura de pesca rendeu dois programas e esse é o episódio 01.

O programa está especial… Você não deveria perder.

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados no programa Bom de Pesca.
www.personalpesca.com.br

Nossas redes sociais:
Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta

Trairões gigantes na isca artificial, no rio Juruena.

A pescaria no rio Jurema continua… Trairões gigantes, na isca artificial.
Esse foi nosso alvo principal nesta pescaria e o roteiro para a pousada Juruena começou em Foz do Iguaçu com um voo até Alta Floresta, no Mato Grosso. Depois de pernoitarmos em Alta Floresta, logo ao amanhecer iniciamos a viagem de trezentos e cinquenta quilômetros em uma confortável camionete 4×4, pelas empoeiradas estradas do Mato Grosso, até às margens do rio Juruena. Depois mais trinta minutos de navegação até a ilha do Estirão, onde está localizada a Pousada Juruena. Nessa pescaria tivemos a companhia de um grupo de amigos pescadores de Foz do Iguaçu, numa pescaria organizada pela Personal Pesca, e outro grupo de pescadores de Campinas.

O rio Juruena é um verdadeiro labirinto de ilhas, pedrais, corredeiras e lajes de pedra que formam o habitat de dezenas de espécies muito esportivas de peixes de couro e escama. Pertencente à bacia amazônica, que é a maior bacia hidrográfica do planeta, o rio Juruena se junta com o rio Teles Pires para formar o rio Tapajós, um dos principais afluentes do rio Amazonas.

Essa aventura de pesca está registrada em dois programas, esse é o segundo episódio.

Resumindo, nossa pescaria foi das melhores. Foram dias de muitas, mas muitas, ações! Embora nesta região os maiores exemplares geralmente sejam capturados com iscas naturais, nos dedicamos quase que exclusivamente ao bait casting, alternando iscas de superfície, meia água e fundo e o resultado foi surpreendente e rendeu até uma inacreditável “história de pescador” na qual um trairão acima de 12 kg foi fisgado em uma isca de superfície, após ter atacado uma isca de meia água de outro pescador e deixado uma de suas escamas presa na garatéia… a surpresa foi encontrar o exato local, na lateral do trairão, onde a escama havia sido tirada e encaixou direitinho… Uma aventura sensacional!

O programa está especial… Você não deveria perder.

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados neste programa.

www.personalpesca.com.br

Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta

Trairões do rio Juruena, na Amazônia.

Uma verdadeira aventura de pesca pela floresta amazônica em busca do pré-histórico trairão…

Tudo começou com um convite recebido na feira Feipesca 2016, quando o Cleber Ferreira nos desafiou a conhecer os trairões do rio Juruena. O Cleber é diretor comercial da pousada Juruena é um aficionado pela pesca esportiva. Então aceitamos o convite com uma condição, que ele nos acompanhasse, o que foi imediatamente aceito.

Chegado o mês de setembro, lá fomos nós, cheios de expectativas, pois até então nunca havíamos realizado uma pescaria exclusiva de trairão. O roteiro para a pousada Juruena foi Foz do Iguaçu (nosso QJ) até Alta Floresta num voo da Azul. Um pernoite em Alta Floresta e ao amanhecer iniciamos a viagem de trezentos e cinquenta quilômetros em uma confortável camionete 4×4, pelas empoeiradas estradas do Mato Grosso, até às margens do rio Juruena. Já no meio da tarde, mais trinta minutos de navegação até a ilha do Estirão, onde está localizada a Pousada Juruena.

É um lugar paradisíaco, com natureza preservada. Araras, papagaios e dezenas de espécies coloridas e barulhentas de aves. Antas, pequenos mamíferos, ariranhas e até mesmo a onça pintada, que desta vez não avistamos, mas frequentemente são registradas em fotos e vídeos pelos pescadores.
O rio Juruena é um verdadeiro labirinto de ilhas, pedrais, corredeiras e lajes de pedra. É o habitat de dezenas de espécies muito esportivas de peixes de couro e escama. Nesta pescaria tivemos várias ações de tucunarés, bicudas, cachorras e matrinchãs, mas nosso alvo especifico foi o trairão.

Resumindo, nossa pescaria foi das melhores. Foram dias de muitas, mas muitas, ações! Embora nesta região os maiores exemplares geralmente sejam capturados com iscas naturais, nos dedicamos quase que exclusivamente ao bait casting, alternando iscas de superfície, meia água e fundo e o resultado foi surpreendente.

No final, adivinha só quem fisgou o maior exemplar? Com uma isca de barbela longa um trairão pesando mais de quatorze quilos, fisgado, registrado e devolvido às águas do rio Juruena.

O programa está especial… Você não deveria perder.

 

 

 

A Personal Pesca é nossa agência oficial e leva você aos destinos mostrados neste programa.

www.personalpesca.com.br

 

Nossas redes sociais:
Youtube
Twitter
Facebook
Instagram – bomdepescaoficial
Instagram – betoeanechioquetta